Aquiles Priester reúne fãs em Barretos durante workshop de sua maior turnê no Brasil

Na última quinta-feira, dia 26, o Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos (UNIFEB) foi palco do 10º workshop da maior turnê já feita no Brasil por Aquiles Priester, um dos maiores bateristas do mundo, e reuniu mais de 400 pessoas no Teatro Unifeb. Atualmente morando em Los Angeles, nos Estados Unidos, Aquiles é naturalizado brasileiro, mas nasceu na África do Sul, onde morou até os cinco anos. Conhecido não só por sua técnica e talento inquestionáveis, o baterista traz consigo uma história de perseverança, crença e realização de sonhos. História essa que, há anos, vem disseminando e transformando em inspiração para fãs e admiradores.

Deslumbrado pela música desde sua infância, sobretudo pelo som gerado pelas baquetas, caixas, tons, pratos e bumbos, Priester é um músico autodidata que decidiu estudar bateria, por paixão, apenas aos 23 anos. Focado, treinava, no mínimo, 12 horas todos os dias. Dentro do quarto, dentro do ônibus, no caminho de casa. Sua dedicação não foi entendida e, muito menos, apoiada pelos amigos e familiares, era um sonho que ele sonhava sozinho. “Eu costumo dizer que quando a gente se dedica muito a uma determinada coisa, nós ficamos apurados, como o azeite. E o azeite não se mistura com água, não é? Depois de um tempo foi assim, eu não me misturava mais”, lembra.

Após dois anos dessa rotina, denominada insana por ele mesmo, Aquiles chegou a acreditar que o sonho seria apenas isso mesmo, um sonho. Para ter do que viver, entrou em uma multinacional onde, com a mesma dedicação e foco aplicados na música, logo ocupou o cargo de gerente de Marketing. Mas aos 29 anos o sonho voltaria com tudo, abandou a carreira estável, o salário alto e o conforto para se tornar baterista da banda Angra, onde ganhou visibilidade internacional. Diferentemente da sua vida até então, sua experiência com o Marketing não ficou para trás e o músico queria mais do que ser o baterista de uma banda, transformou seu nome e sua técnica em uma marca e, desde então, Aquiles Priester é reconhecido por ser quem é, sem precisar fazer parte de algo.

Não à toa foi considerado por mais de dez anos consecutivos o melhor baterista do Brasil e por várias vezes esteve no ranking dos melhores do mundo. De posse das baquetas, seu estilo inconfundível é admirado por milhares músicos. Diego Ferioto, da cidade de Andradina, viajou mais de 300 km para ver novamente o ídolo e uma de suas principais inspirações como profissional, que tinha visto pela primeira vez há 10 anos, também em workshop realizado na cidade de Três Lagoas-MS. “Ter a oportunidade de ver tão de perto uma pessoa que a gente admira por tanto tempo é surreal. Poder observar os detalhes, desde a maneira como sua bateria é montada até a forma como ele toca o instrumento é um aprendizado imensurável para qualquer baterista”.

Aquiles se despediu de Barretos, surpreso e extremamente grato pela oportunidade e recepção que “um baterista de Heavy metal esteve na terra do peão de boiadeiro e do sertanejo” e prometeu que ainda retornará a cidade com a banda Hangar, da qual é fundador.

A pró-reitora de Extensão e Cultura do Unifeb, Maria Paula Barcellos de Carvalho, viu no Workshop musical do cenário do rock uma forma inovadora para inspirar alunos, professores e comunidade, “É nossa missão mostrar quais caminhos seguem pessoas com êxito profissional”, finalizou a docente.

Fotos: Nivaldo Júnior. 


Postagens recentes

Professores do UNIFEB publicam artigo em importante revista sobre Direito e Desenvolvimento Sustentável

Os professores do curso de Direito do UNIFEB, Danilo Henrique Nunes e Lucas de Souza Lehfeld tiveram publicado artigo em...

Alunos iniciantes das engenharias ganharão Curso de Robótica Industrial no UNIFEB

Ter contato com a realidade que vão encontrar no mercado de trabalho, em que a indústria vive sua quarta revolução com a...

Docente do Curso de Serviço Social do UNIFEB lança livro “Do Feto ao Afeto”

O Assistente Social e Professor do Curso de Serviço Social do UNIFEB, Jeverson Mauro Zanutto escreveu o livro “Do Feto a...

Docente do UNIFEB apresenta pesquisas sobre a Preservação do Córrego Pitangueiras

O professor do curso de graduação em Ciências Biológicas e Engenharia Ambiental do UNIFEB, Matheus Nicolino Peixoto Hena...