Delegado, formado no UNIFEB, lança livro e é indicado ao Prêmio Innovare

O UNIFEB é conhecido por revelar grandes talentos. Um desses expoentes foi o aluno da IX turma de Direito, Fábio Ruz Borges. Sua inclinação para essa área veio da família, no entanto, a inclinação pelo debate e dialética ficou aparente no Ensino Médio. Quando o diretor de sua escola disse que Fábio daria um bom delegado, pois sempre buscava resolver as situações e delegar funções, mal sabia ele que isso realmente aconteceria.

Ao ver o papel social extremamente importante que o Delegado de Polícia exerce, ele iniciou o curso de Direito do UNIFEB. Desde o início teve muito interesse pelo Direito Público, Constitucional, Administrativo e por Processo Penal. Por esse motivo, buscava mais informações e lembra até hoje de professores que o fizeram amadurecer a ideia de seguir nessa área. Dentre eles, Fábio relembra Naul Luiz Felca, fundador do curso na instituição, José Rodrigues de Freitas e Paulo Calinausca. Ainda no UNIFEB, fez o Curso de Extensão em Direitos Sociais.

Sua turma se formou em 2006, quando passou na OAB e iniciou oficialmente sua carreira. Desde então foram várias as conquistas. Foi professor de cursos preparatórios em Barretos e região, fez uma pós-graduação em Criminologia e em seguida iniciou o Mestrado.

Além disso, foi aprovado nos concursos de Delegação de Cartórios Extrajudiciais e Assessor Jurídico do Ministério Público, mas não assumiu. Por fim, passou para Delegado e assumiu no estado de Minas Gerais. Hoje já são quase 10 anos na profissão, tendo passado por cidades como Belo Horizonte, Frutal e Uberlândia atuando nas Delegacias relacionadas a furtos, roubos, combate às drogas e homicídios.

Atualmente, um de seus grandes feitos foi a publicação de seu próprio livro intitulado “Delegado de Polícia na Prisão em Flagrante Delito e Medidas Cautelares Alternativas” (Editora Instituto Memória). Na obra, Fábio fez um apanhando dentro do Direito Constitucional, com alguns princípios como a liberdade e a dignidade, sendo um fator relevante na ponderação e na decisão flagrancial do Delegado de Polícia.

O trabalho foi reconhecido e o livro foi indicado na 17ª Edição do Prêmio Innovare, uma premiação importante do meio jurídico. Ainda que não tenha ganhado, segundo o Delegado a experiência foi muito bacana e ele pôde levar o nome do UNIFEB à Brasília e ao STF, onde a final foi realizada.



Compartilhe esta notícia:

Postagens recentes

Docente do UNIFEB tem artigo publicado pela Editora LTr

O professor do curso de Direito do UNIFEB, Mario Luiz Ribeiro, teve um artigo publicado pela Editora LTr.Trata-se de um...

Ex-aluno do UNIFEB recebe Menção Honrosa por projeto

Formado em Engenharia Mecânica, o ex-aluno do UNIFEB Barretos Manoel Ávila Neto inventou um aerador de solo, feito espec...

Construção civil dispara em período de pandemia

O ano de 2020 foi repleto de incertezas. Com a inesperada pandemia de Covid-19, empresas se reinventaram, adaptando-se a...

ALUNO DO UNIFEB PARTICIPA NO PAINEL DO SAE BRASIL

O Painel Educação na Engenharia no WEB FÓRUM discutiu como a recente geração de profissionais está sendo preparada para...